Minist. Ext. Sag. Comunhão

Ministério Extraordinário da Sagrada Comunhão

O Ministério é composto por leigos que recebem a permissão, de forma temporária, de distribuir a comunhão aos fiéis na missa ou em outras circunstâncias quando não há Ministros Ordinários (aqueles que recebem o Sacramento da Ordem) em número suficiente que possam fazê-la. Conceituam-se “Extraordinários” porque somente deverão exercer seu Ministério em caso de necessidade, uma vez que aos Ministros Ordinários da comunhão é atribuída esta missão.

Os Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão surgiram na Igreja Católica após o Concílio Vaticano II e hoje estão entre os principais auxiliares do Presbítero em uma celebração eucarística. A missão, entretanto, não se restringe à distribuição da Comunhão nas missas, levam-na aos doentes em suas casas, hospitais e outros locais desde que apresentadas razões que justifiquem a impossibilidade dos fiéis de recebê-la na Celebração. O Ministro Extraordinário da Comunhão também é responsável pela administração da Comunhão ao Viático (aquele fiel enfermo em estágio terminal) e ainda, pela exposição do Santíssimo Sacramento aos fiéis em situações específicas. Havendo ausência de Ministro Ordinário para Celebração, os Ministros Extraordinários assumiram a condução da Palavra de Deus junto aos fiéis, dentro dos limites que lhes são permitidos pela Igreja. O leigo inserido no Ministério Extraordinário da Sagrada Comunhão, deverá ser um fiel servidor de sua comunidade e evangelizador da Palavra de Deus.